Turistas chineses são presos após saudações a Hitler na Alemanha

BERLIM (Reuters) - A polícia alemã prendeu no sábado dois turistas chineses que fizeram a saudação ilegal “Heil Hitler” em frente ao Palácio do Reichstag, sede do Parlamento alemão. 

Policiais de Berlim disseram ter detido os dois homens, de 36 e 49 anos, depois que eles foram vistos fazendo os gestos que marcam a saudação nazista e fotografando um ao outro com seus celulares. 

Eles responderão pela acusação de “usar símbolos de organizações ilegais”, disse um comunicado policial. Os turistas foram liberados após pagarem uma fiança de 500 euros cada. 

A Alemanha possui rígidas leis contra discursos de ódio e símbolos ligados a Hitler e aos nazistas, que comandaram o país entre 1933 e 1945.

O Reichstag possui um grande significado simbólico na Alemanha. O palácio foi destruído em 1933 pela ação de um incendiário que acredita-se ter sido pago pelos nazistas, que à época acusaram os comunistas pelo crime, usando o episódio como pretexto para restringir severamente liberdades civis. 

(Reportagem por Andrea Shalal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos