Trump diz que EUA estão prontos para confronto com Coreia do Norte

Por James Oliphant e Dahee Kim

BEDMINSTER, Estados Unidos/SEUL (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez uma nova ameaça à Coreia do Norte nesta sexta-feira, dizendo que as forças militares dos EUA estão prontas, enquanto Pyongyang acusou Trump de conduzir a península coreana à beira de uma guerra nuclear e potências mundiais expressaram alarme.

O Pentágono informou que os EUA e a Coreia do Sul irão seguir como planejado com um exercício militar conjunto em 10 dias, uma ação certa de antagonizar ainda mais a Coreia do Norte. Enquanto isso, Rússia, China e Alemanha expressaram receios com as crescentes retóricas de Pyongyang e Washington.

Trump, de férias em seu resort de golfe em Bedminster, Nova Jersey, manteve a guerra de palavras e novamente citou o líder da Coreia do Norte em seus comentários mais recentes sobre Pyongyang nesta semana. “Soluções militares estão plenamente em vigor, 'locked and loaded', caso a Coreia do Norte aja imprudentemente”, escreveu em publicação no Twitter. “Esperançosamente Kim Jong Un irá encontrar outro caminho!”.

O termo “locked and loaded”, popularizado no filme de guerra de 1949 “Iwo Jima – O Portal da Glória”, estrelando o ator norte-americano John Wayne, se refere às preparações para disparar uma arma.

Solicitado posteriormente por repórteres para explicar os comentários, Trump disse: “Estas palavras são muito, muito fáceis de entender”.

Novamente se referindo a Kim, Trump acrescentou: “Se ele proferir uma ameaça... ou se ele fizer qualquer coisa em relação a Guam ou qualquer outro lugar que seja um território americano ou um aliado americano, ele realmente irá se arrepender, e ele irá se arrepender rapidamente”.

 A publicação nesta sexta-feira no Twitter do presidente republicano, um rico empresário e ex-personalidade de reality shows, acontece após a agência de notícias estatal da Coreia do Norte, KCNA, divulgar uma nota dizendo que “Trump está conduzindo a situação na península coreana à beira de uma guerra nuclear”.

    Guam, uma ilha no Pacífico que é um território dos EUA, publicou instruções de emergência nesta sexta-feira para ajudar moradores a se preparar para qualquer possível ataque nuclear, após uma ameaça da Coreia do Norte de disparar mísseis em suas proximidades.

“Não olhe para a luz ou bola de fogo – isto pode cegar você”, diziam as instruções. “Se proteja atrás de algo que possa fornecer proteção”.

    Guam é local de uma base aérea norte-americana estrategicamente localizada, uma instalação da marinha, um grupo da guarda costeira e cerca de 6 mil membros militares dos EUA. A KCNA relatou na quinta-feira que o Exército norte-coreano irá completar planos em meados de agosto de disparar quatro mísseis de alcance intermediário sobre o Japão para aterrissarem no mar, de 30 a 40 quilômetros de Guam.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos