Trump foi "sarcástico" ao agradecer a Putin por cortes de membros diplomáticos, diz Casa Branca

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estava sendo “sarcástico” quando agradeceu ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, por economizar dinheiro dos EUA ao ordenar cortes de membros diplomáticos norte-americanos na Rússia, disse nesta sexta-feira uma autoridade da Casa Branca.

Quase 24 horas após Trump fazer os comentários, uma autoridade da Casa Branca disse que ele “estava sendo sarcástico” quando agradeceu a Putin.

Quebrando quase duas semanas de silêncio sobre a ordem de 30 de julho de Putin de cortar funcionários da embaixada e consulado dos EUA em quase dois terços, Trump disse na quinta-feira:

“Estou muito grato por ele ter deixado sair um grande número de pessoas, porque agora temos uma folha de pagamento menor”, acrescentando que “não há razão real para eles voltarem”.

Os comentários de Trump reacenderam críticas sobre sua maneira infantil de lidar com Putin, especialmente à medida que ele não se esquivou de ser altamente crítico a membros de seu próprio partido, incluindo o secretário de Justiça, Jeff Sessions, e o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell.

Comitês do Congresso e um conselheiro especial estão investigando as conclusões de agências de inteligência dos EUA de que a Rússia interferiu na campanha eleitoral de 2016 ao realizar ataques cibernéticos e usar outros métodos para ajudar Trump, um republicano. Os comitês e o conselheiro também analisam possível conluio entre a campanha e autoridades russas. Moscou negou repetidamente envolvimento na eleição e Trump nega qualquer conluio da campanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos