Trump condena "ódio" após protestos violentos na Virgínia

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou neste sábado a violência que entrou em erupção entre nacionalistas brancos e contra-manifestantes em Charlottesville, Virgínia.

"Nós devemos TODOS estar unidos e condenar tudo o que representa o ódio", escreveu Trump em mensagem do Twitter. "Não há lugar para esse tipo de violência na América".

Funcionários aprovaram a marcha de protesto no centro de Charlottesville, mas cancelaram o evento e declararam o estado de emergência após surtos de violência.

Nacionalistas brancos confrontaram manifestantes opositores em Charlottesville antes de um evento para protestar contra a remoção de uma estátua de um general confederado que os críticos dizem que glorifica a era da escravidão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos