China diz que presidente Xi transcende Ocidente por ser "pioneiro da diplomacia"

PEQUIM (Reuters) - O presidente da China, Xi Jinping, é um pioneiro da diplomacia cuja ideologia transcendeu séculos de teoria das relações internacionais ocidental, disse o ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, nesta sexta-feira, louvando Xi antes de um congresso do Partido Comunista.

A China vem se tornando mais assertiva em sua política externa sob o comando de Xi, que está alardeando seu plano de infraestrutura Anel e Estrada e procurando posicionar seu país como um pilar da globalização.

    Pequim também vem ampliando sua atuação militar global ao abrir sua primeira base no exterior, no Djibouti, e usar sua Marinha em expansão para adotar uma postura mais enfática em disputas marítimas com seus vizinhos.

    O "pensamento diplomático" de Xi é um compasso para as relações internacionais sob novas condições e se tornou um traço do "soft power" chinês, disse Wang em um estudo publicado no Study Times, o jornal oficial da Escola Central do Partido, que treina funcionários.

    "Ele também inova e transcende os últimos 300 anos de teoria ocidental tradicional das relações internacionais", argumentou o chanceler, cujo perfil vem crescendo à medida que a China amplia sua presença na arena global.

    Wang creditou Xi por ter buscado amigos e parceiros, não aliados, colocando de lado as diferenças para buscar um meio termo e descartando a "mentalidade da Guerra Fria" de "quem não é meu amigo é meu inimigo".

    Com a resolução de um "reformista e pioneiro", Xi respondeu ao clamor dos tempos para "apresentar muitas ideias novas que seus antecessores não apresentaram", afirmou Wang.

    Wang creditou à China sucessos obtidos sob as rédeas de Xi, como a promoção de conversas e a desnuclearização da península coreana, além da ajuda para conter ameaças globais como o terrorismo internacional, a mudança climática e questões de segurança cibernética.

    Desde que tomou posse quase cinco anos atrás, Xi consolidou seu poder, incluindo a condução de um grupo que lidera a reforma econômica e indicando a si mesmo como comandante-em-chefe dos militares, embora já controle as Forças Armadas por ser o chefe da Comissão Militar Central.

    O partido iniciará em 18 de outubro o congresso quinquenal, durante o qual um novo Comitê Permanente, o topo do poder na China, será constituído.

    Fontes diplomáticas acreditam que até o final do ano Wang pode assumir o posto de principal diplomata do país de seu antecessor, o Conselheiro de Estado Yang Jiechi, de 67 anos, que é seu superior hierárquico.

    (Por Michael Martina)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos