Piñera mantém vantagem firme para eleição presidencial do Chile, diz pesquisa

SANTIAGO (Reuters) - O candidato conservador Sebastian Piñera manteve uma liderança sólida nas intenções de voto para a eleição presidencial de novembro no Chile, de acordo com uma pesquisa do instituto CEP divulgada nesta sexta-feira.

O bilionário Piñera receberia 31,3 por cento dos votos no primeiro turno, de acordo com a pesquisa, uma alta ante os 24 por cento que tinha no levantamento CEP anterior, divulgado em junho.

O senador Alejandro Guillier, candidato de centro-esquerda, ficaria com 14,5 por cento, ante 13 por cento na pesquisa passada, enquanto a concorrente de esquerda Beatriz Sánchez receberia 10,2 por cento, sobre 5 por cento anteriormente.

A pesquisa também revelou que diversos candidatos pequenos com no máximo 2 por cento de apoio não estão conseguindo fazer suas campanhas decolar.

A pesquisa mostrou ainda que Piñera, ex-presidente que governou o Chile de 2010 a 2014, venceria qualquer um dos adversários em um possível segundo turno, superando Guillier por 39 por cento a 31 por cento e Sánchez por 39 por cento a 27 por cento.

A pesquisa foi feita com base em entrevistas com 1.419 pessoas, realizadas entre 21 de julho e 17 de agosto, e tem margem de erro de 3 pontos percentuais.

(Reportagem de Gram Slattery)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos