Maia diz que Janot será duro com o que descobrir em áudio da J&F como tem sido sempre com ilícitos

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), elogiou a atitude do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de investigar um novo áudio de delatores da J&F que indica que eles podem ter omitido crimes quando fizeram o acordo.

"Acho que o doutor Janot fez bem, tomou a decisão correta de rapidamente comunicar o Supremo e pedir uma investigação do caso", disse a jornalistas Maia, que ocupa interinamente a Presidência da República devido à viagem do presidente Michel Temer à China, após evento no Palácio do Planalto.

"Eu tenho certeza que ele (Janot) vai ser duro como ele tem sido duro com aqueles quando encontra indícios", acrescentou.

Na noite de segunda-feira, o procurador-geral anunciou uma investigação para apurar indícios da prática de crimes omitidos por delatores da J&F em um áudio entregue pelo grupo ao Ministério Público, o que poderá levar à rescisão dos benefícios concedidos. Janot destacou, no entanto, que as provas apresentadas pelos delatores até o momento continuam válidas.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos