EUA irão enviar 3.500 soldados adicionais ao Afeganistão

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos irão enviar cerca de 3.500 soldados norte-americanos adicionais ao Afeganistão, disseram autoridades norte-americanas nesta quarta-feira, um número em linha com as expectativas, conforme os EUA aumentam apoio às forças militares afegãs.

A divulgação feita por autoridades, que falaram em condição de anonimato, acontece num momento em que o secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, e o chefe do Estado Maior Conjunto dos Estados Unidos, o general Joseph Dunford, realizam encontros a portas fechadas com membros do Congresso sobre a estratégia regional do presidente Donald Trump.

O Pentágono informou que não irá comentar sobre números de soldados adicionais até que Mattis faça um anúncio.

Caso confirmado, o aumento irá levar o número total de soldados norte-americanos no Afeganistão para cerca de 14.500.

Após uma revisão sobre sua política no Afeganistão, Trump comprometeu os EUA na semana passada em um conflito em aberto no país e prometeu uma campanha intensificada contra insurgentes do Taliban.

Na semana passada, Mattis disse que havia assinado ordens para enviar soldados adicionais ao Afeganistão, mas não especificou números, dizendo que precisava primeiro informar o Congresso.

Autoridades norte-americanas têm dito há meses à Reuters que Trump havia dado a Mattis autoridade para enviar cerca de 4 mil soldados adicionais ao Afeganistão.

(Reportagem de Idrees Ali e Phil Stewart)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos