Trump Jr. prestará depoimento privado a comitê do Senado na quinta-feira

WASHINGTON (Reuters) - Donald Trump Jr., filho mais velho do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prestará depoimento privadamente na quinta-feira ao Comitê Judiciário do Senado, que está investigando alegações de interferência russa na eleição presidencial norte-americana de 2016, disseram assessores do Senado, nesta quarta-feira.

Trump Jr. havia sido convidado a depor em público em um audiência em julho, mas chegou a um acordo para falar privadamente com o comitê.

"Nós estamos ansiosos para uma reunião profissional e produtiva e apreciamos a oportunidade de auxiliar o comitê", disse Alan Futerfas, advogado de Trump Jr., em comunicado.

A Rússia tem sido um motivo de tensão durante os primeiros seis meses de Trump no comando do país. Agências de inteligência norte-americanas concluíram que a Rússia influenciou a eleição presidencial do ano passado a favor de Trump.

O conselheiro especial Robert Mueller está liderando a investigação, que também apura uma potencial conspiração entre a Rússia e a campanha de Trump. Diversos comitês do Congresso também estão investigando a questão.

Moscou negou qualquer interferência. Trump nega qualquer conspiração por parte de sua campanha, ao mesmo tempo que denuncia regularmente as investigações de serem uma caça às bruxas política.

(Reportagem de Patricia Zengerle, Jonathan Landay e Karen Freifeld)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos