Janot denuncia Sarney, Renan, Jucá e mais 4 do PMDB do Senado por organização criminosa por prejuízo de R$5,5 bi

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o ex-presidente e ex-senador José Sarney e cinco senadores do PMDB por integrarem uma organização criminosa por terem cometido uma série de crimes contra a administração pública.

Janot acusou formalmente, além de Sarney, o ex-presidente do Senado Renan Calheiros (AL), o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA) e Valdir Raupp (RO). Também foi denunciado o ex-senador e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, indicado ao cargo por Renan.

Eles são acusados de terem recebido 864 milhões de reais indevidamente e terem gerado um prejuízo de 5,5 bilhões de reais aos cofres da Petrobras e de 113 milhões de reais aos da Transpetro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos