Furacão Maria atinge Ilhas Turcas e Caicos e causa novas enchentes em Porto Rico

Por Dave Graham e Robin Respaut

SAN JUAN, Porto Rico (Reuters) - O furacão Maria atingiu as Ilhas Turcas e Caicos nesta sexta-feira e causou novas enchentes em Porto Rico, onde já havia destruído casas e derrubado a energia durante sua passagem pelo Caribe.

A tempestade matou ao menos 25 pessoas no território norte-americano de Porto Rico e em outras ilhas do Caribe, de acordo com autoridades do governo e reportagens da mídia local.

Meteorologistas dos Estados Unidos alertaram que uma represa do rio Guajataca, no noroeste de Porto Rico, está prestes a se romper e provocar inundações-relâmpago na área.

"Esta é uma SITUAÇÃO EXTREMAMENTE PERIGOSA", disse o escritório do Serviço Nacional do Clima de San Juan no Twitter. "No momento ônibus estão retirando pessoas da área o mais rápido que podem".

O Maria foi o segundo grande furacão a assolar o Caribe neste mês e a tempestade mais forte a se abater sobre o território portorriquenho em quase 90 anos. Ele derrubou totalmente a eletricidade da ilha de 3,4 milhões de habitantes, e vários rios tiveram cheias recordes.

Autoridades de Porto Rico confirmaram nesta sexta-feira que seis pessoas foram mortas pela tempestade: três em deslizamentos de terra em Utuadno, no centro montanhoso da ilha, duas afogadas em inundações em Toa Baja, a oeste de San Juan, e uma em Bayamon, também perto de San Juan, depois de ser atingida por uma placa.

Mais cedo reportagens haviam estimado o número de mortes na ilha em 15 pessoas.

"Sabemos de outras fatalidades em potencial graças a canais extraoficiais que não conseguimos confirmar", disse Hector Pesquera, da secretaria de segurança pública.

Em San Juan, pessoas trabalhavam para retirar destroços das ruas nesta sexta-feira e algumas começavam a reabrir negócios, mas se perguntando quanto tempo poderão operar sem luz e com um registro limitado.

O governador portorriquenho, Ricardo Rossello, impôs um toque de recolher do anoitecer ao amanhecer até sábado.

Estima-se que a tempestade tenha causado danos de 45 bilhões de dólares em todo o Caribe, sendo ao menos 30 bilhões só em Porto Rico, segundo Chuck Watson, projetista de modelos de desastre do instituto Enki Research de Savannah, no Estado norte-americano da Geórgia.

O Maria estava 145 quilômetros ao norte da ilha Grand Turca às 14h locais desta sexta-feira, relatou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC), e gerando ventos contínuos de até 205 quilômetros por hora, o que faz dele um furacão de categoria 3 na escala Saffir-Simpson de 5 graus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos