Raquel Dodge indica procurador para cuidar de delações contra autoridades investigadas no STJ

BRASÍLIA (Reuters) - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, delegou para o procurador regional da República Alexandre Espinosa a função de conduzir investigações criminais contra autoridades com foro no Superior Tribunal de Justiça (STJ), como é o caso de governadores, podendo inclusive participar de tratativas para celebrar acordos de delação premiada, conforme portaria publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União.

Espinosa já tinha sido indicado por Dodge para ocupar o cargo de secretário da Função Penal Originária no STJ. As autoridades que possuem foro naquela corte são governadores, membros de Tribunal de Contas dos Estados, desembargardores dos diversos ramos do Judiciário, membros do Ministério Público da União que oficiam perante tribunais superiores.

Há uma parte importante da operação Lava Jato que pouco teve encaminhamento nos últimos meses, aquela referente às apurações sobre supostas irregularidades cometidas por governadores a partir principalmente dos acordos de delação premiada firmados pelos delatores da Odebrecht.

(Por Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos