Trump diz que atirador de Las Vegas era "doente"; discutirá leis de armas

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira que o autor do ataque a tiros de domingo em Las Vegas era um "indivíduo muito, muito doente", mas se recusou a chamar o incidente de terrorismo interno, e disse que as leis de armas norte-americanas serão discutidas.

"Nós iremos falar sobre leis de armas com o passar do tempo", disse Trump a repórteres, na Casa Branca.

Questionado se o ataque a tiros foi um ato de terrorismo interno, o presidente acrescentou: "Ele era um homem doente, um homem demente. Muitos problemas, eu imagino, e nós estamos investigando ele muito, muito seriamente".

(Reportagem de Jeff Mason e Doina Chiacu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos