Parecer sobre denúncia contra Temer e ministros deve ser apresentado até próxima 3ª, diz presidente da CCJ

BRASÍLIA (Reuters) - O parecer sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer e dois de seus ministros deve ser apresentado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) até a próxima terça-feira, afirmou o presidente do colegiado, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG).

A ideia, segundo Pacheco, é conceder o tradicional prazo de vistas após a apresentação do parecer e votá-lo na semana seguinte.

“A previsão é que ele (deputado Bonifácio de Andrada, PSDB-MG) possa apresentar o parecer até a terça-feira da próxima semana. Haverá um pedido de vista, natural que haja, e na outra semana depois do feriado a gente pode iniciar a discussão e fazer a votação na CCJ”, disse o presidente da comissão a jornalistas.

Questionado sobre pressão de parte do PSDB pela troca da relatoria do caso, Pacheco respondeu que não iria interferir em questões partidárias. Garantiu, no entanto, que Andrada, parlamentar próximo do senador tucano Aécio Neves (MG), permanece como relator da denúncia contra Temer e os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, e da Casa Civil, Eliseu Padilha.

“A decisão que me cabe é fazer com que o deputado Bonifácio de Andrada, em qualquer circunstância, permaneça na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e realize o trabalho emprestando à comissão a sua inteligência, sua capacidade, sua compreensão jurídica sobre o tema”, afirmou Pacheco.

“Enquanto ele tiver a vontade e a disposição de ser o relator, ele será o relator em qualquer circunstância.”

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos