EUA acusam três homens de planejar ataques em Nova York para o Estado Islâmico

Por Brendan Pierson

NOVA YORK (Reuters) - Três homens foram presos desde maio do ano passado por acusações de planejar ataques na cidade de Nova York para o Estado Islâmico no verão de 2016, disseram promotores norte-americanos nesta sexta-feira.

Os ataques planejados, que foram impedidos pela polícia, incluíam explosões na Times Square e no metrô da cidade, de acordo com o escritório do promotor Joon Kim, em Manhattan.

Um dos homens, cidadão canadense de 19 anos, Abdulrahman El Bahnasawy, está sob custódia dos Estados Unidos desde maio de 2016, quando foi preso em Nova Jersey. Ele se declarou culpado de acusações de terrorismo em outubro de 2016, disseram os promotores.

Talha Haroon, cidadão dos EUA de 19 anos, foi preso no Paquistão, onde mora, por volta de setembro de 2016, e Russell Salic, um cidadão de Filipinas de 37 anos, foi preso nesse país em abril deste ano, de acordo com o escritório de Kim.

Os promotores disseram esperar que Haroon e Salic sejam extraditados para os Estados Unidos para enfrentar as acusações, que incluem conspiração para cometer atos de terrorismo e apoiar uma organização terrorista. Se condenados pelas acusações mais graves, eles podem pegar prisão perpétua.

Segundo os promotores, El Bahnasawy comprou materiais para fabricação de bombas e ajudou a proteger um local perto da cidade de Nova York, para organizar ataques. Eles disseram que Haroon planejou viajar do Paquistão para ajudar El Bahnasawy a realizar os ataques e que Salic ajudou a financiar a trama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos