Oposição na Rússia pede que Putin libere líder para eleição

SÃO PAULO (Reuters) - Apoiadores do líder preso da oposição na Rússia, Alexei Navalny, reuniram-se em Moscou neste sábado, pedindo para que o presidente do país, Vladimir Putin, desista e permita que Navalny concorra a uma eleição.

O líder da oposição, que está cumprindo uma pena de prisão de 20 dias por violar regras em reuniões públicas, convocou os protestos em Moscou e em outras cidades do país para coincidir com o aniversário de 65 anos de Putin.

O presidente russo, que tem dominado a paisagem política da Rússia por quase 18 anos, é amplamente esperado para se candidatar ao que seria seu quarto mandato em março.

Navalny espera também concorrer, apesar de a comissão central de eleições declarar que ele não é elegível devido a uma pena de prisão suspensa, a qual o opositor diz ter motivações políticas.

(Por Vladimir Soldatkin; reportagem adicional de Gabrielle Tetrault-Farber, em Moscou, e Natalya Shurmina, em Ecaterimburgo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos