Navio de guerra dos EUA navega próximo a ilha disputada no Mar do Sul da China

Por Idrees Ali

WASHINGTON (Reuters) - Um destróier da Marinha dos Estados Unidos navegou perto de ilhas reivindicadas pela China nesta terça-feira no Mar do Sul da China, disseram três autoridades norte-americanas à Reuters, mesmo num momento em que o governo do presidente Donald Trump busca cooperação chinesa em lidar com os programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte.

As autoridades, falando em condição de anonimato, disseram que o Chafee, um destróier de mísseis guiados, realizou operações normais que desafiavam “excessivas reivindicações marítimas” perto das Ilhas Paracel, entre uma série de ilhotas, corais e bancos de areia pelos quais a China tem disputas territoriais com nações vizinhas.

Diferentemente de agosto, quando outro destróier da Marinha dos EUA ultrapassou 12 milhas náuticas de uma ilha artificial construída pela China no Mar do Sul da China, autoridades disseram que o destróier navegou nesta terça-feira perto, mas não dentro desta distância, das ilhas.

Doze milhas náuticas marcam limites territoriais reconhecidos internacionalmente. Navegar dentro desta distância destina-se a mostrar que os Estados Unidos não reconhecem reivindicações territoriais na área.

O Pentágono não comentou diretamente sobre a operação, mas disse que os Estados Unidos realizaram operações regulares de liberdade de navegação e podem continuar a fazê-las.

A operação desta terça-feira foi a tentativa mais recente de conter o que Washington vê como esforços de Pequim em limitar liberdade de navegação em águas estratégicas.

O governo de Trump também busca cooperação da China para conter a Coreia do Norte. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos