Tribunal espanhol ordena detenção de dois líderes separatistas da Catalunha

MADRI (Reuters) - O Tribunal Superior da Espanha informou nesta segunda-feira que determinou que dois líderes de organizações separatistas da Catalunha fossem colocados sob custódia enquanto continuam sendo investigados por suspeita de insubordinação.

Os promotores alegaram que Jordi Sánchez, chefe da Assembleia Nacional Catalã (ANC), e Jordi Cuixart, chefe da Omnium Cultural, foram fundamentais para planejamento do referendo de independência realizado em 1º de outubro, que o governo espanhol considerou ilegal.

(Reportagem de Angus Berwick)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos