Ataque suicida do Taliban deixa ao menos 12 mortos em quartel de polícia no Afeganistão

Por Mirwais Harooni

CABUL (Reuters) - Um homem-bomba e homens armados do Taliban atacaram um quartel de polícia no Afeganistão nesta terça-feira, deixando ao menos 12 mortos e 60 feridos, informaram autoridades e militantes.

O ataque teve como alvo um centro de treinamento policial anexo ao quartel-general de Gardez, capital da província de Paktia, disseram autoridades.

Ao menos dois agressores também morreram, afirmou o Ministério do Interior em comunicado.

Três autoridades disseram à Reuters que o chefe da polícia da província está entre os mortos, mas o ministério disse só poder confirmar que ele foi ferido.

Civis e agentes de segurança estão entre os mortos, disse o vice-diretor de saúde pública, Hedayatullah Hameedi.

"No momento, a área está isolada pela Unidade de Resposta de Crise e esforços estão em andamento para eliminar os terroristas", afirmou o ministério em comunicado.

O Taliban, que está buscando impor novamente uma lei islâmica rigorosa no país após ser expulso por forças lideradas pelos EUA em 2001, reivindicou responsabilidade pelo ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos