CCJ da Câmara retoma sessão que discute denúncia contra Temer

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados retomou no início da noite desta terça-feira a sessão que discute o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), contrário ao prosseguimento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, após uma suspensão por conta do início da Ordem do Dia no plenário da Casa.

A sessão do colegiado havia sido interrompida para que os deputados votassem em plenário a urgência de um projeto de lei que dá ao Banco Central poder de firmar acordos de leniência com bancos. A urgência foi aprovada por 232 votos a 80 e, após a aprovação, a sessão da CCJ foi retomada.

Os aliados de Temer seguiram à risca a estratégia para acelerar a fase de discussão do parecer. Boa parte deles evitou se inscrever ou preferiu não discursar. Diante dessa articulação, a lista de oradores favoráveis ao presidente já se esgotou e apenas parlamentares de oposição estão ainda inscritos para falar.

A expectativa é de que o parecer de Bonifácio seja votado entre a tarde e a noite de quarta-feira.

A reunião para discutir o parecer começou ainda pela manhã desta terça e foi interrompida, no início da tarde, por cerca de 45 minutos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos