Polícia alemã descarta terrorismo em ataque com faca em Munique

Polícia alemã descarta terrorismo em ataque com faca em Munique (Reuters) - A polícia alemã descartou motivos políticos ou religiosos por trás de um ataque com faca na cidade de Munique neste sábado e afirmou que o homem detido, suspeito de ferir oito pessoas, tinha problemas de saúde mental.

A prisão do suspeito trouxe calma de volta às ruas da capital da Baviera após uma manhã tensa. A polícia pediu aos moradores para ficarem em casa até encontrarem o atacante, que havia fugido de bicicleta.

O chefe da polícia de Munique, Hubertus Andrae, disse em coletiva de imprensa que oito pessoas haviam sido levemente feridas no ataque e que o suspeito era conhecido da polícia por ofensas anteriores, incluindo roubo.

"Não temos nenhum indício de motivo terrorista, político ou religioso", disse Andrae. "Eu suponho que tenha haver com o distúrbio psicológico do perpetrador."

Mais cedo, a polícia havia dito acreditar que o homem, que atacou pessoas em diferentes locais, agiu sozinho. Suas vítimas incluem um garoto de 12 anos e uma mulher.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos