Tufão Lan causa enchentes e deixa quatro mortos no Japão antes de ir para o mar

Por Elaine Lies

TÓQUIO (Reuters) - Embora enfraquecendo rapidamente, o tufão Lan chegou ao território do Japão nesta segunda-feira causando deslizamentos de terra e enchentes que forçaram a retirada de dezenas de milhares de pessoas, mas depois seguiu para o mar praticamente sem afetar a capital Tóquio.

Há relatos de quatro mortes, centenas de voos foram cancelados e serviços de trem sofreram interrupções na esteira do Lan, que vinha mantendo uma força intensa virtualmente até o momento em que chegou ao oeste de Tóquio nas primeiras horas desta segunda-feira.

Ao menos quatro pessoas morreram, incluindo um homem atingido pela queda de um andaime, um pescador que cuidava de seu barco e uma jovem cujo carro foi arrastado pelas águas das enchentes.

Outra vítima entrou em coma devido aos ferimentos, e uma pessoa está desaparecida, noticiou a emissora pública NHK. Cerca de 130 outras pessoas sofreram ferimentos leves.

Rios transbordaram em várias partes do Japão, e barcos pesqueiros foram atirados em terra firme. Um navio-contêiner ficou encalhado depois de ser empurrado contra um quebra-mar, mas nenhum dos 19 tripulantes se feriu.

Cerca de 80 mil habitantes de Koriyama, cidade localizada 200 quilômetros ao norte de Tóquio, receberam ordens de retirada quando um rio chegou perto de transbordar, relatou a NHK, mas de tarde o nível das águas começou a baixar. Várias casas do oeste japonês foram inundadas.

"Meu neto mora lá. A casa está bem, mas a área está inundada, e eles não conseguem sair", disse um homem à NHK.

O Lan havia diminuído para uma tempestade de categoria 2 ao tocar o solo no início desta segunda-feira, passando ao largo de Tóquio, depois de rumar para o norte durante dias na condição de tempestade de categoria 4, de acordo com o site de monitoramento Tropical Storm Risk.

Até a tarde (horário local) desta segunda-feira a tempestade havia regredido para depressão tropical e estava no Pacífico, ao leste de Hokkaido, ilha japonesa situada mais ao norte do país, segundo a Agência Meteorológica do Japão.

Cerca de 350 voos foram cancelados e os serviços de trem sofreram interrupções ao longo de uma área vasta do Japão, embora a maioria dos trens interurbanos estivesse operando normalmente na capital.

A Toyota Motor Corp cancelou o primeiro turno em todas as suas fábricas, mas disse que o segundo turno ocorreria como de praxe.

(Reportagem adicional de Junko Fujita e Naomi Tajitsu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos