Tocha dos Jogos de Inverno de 2018 é acesa na Olímpia antiga

Por Karolos Grohmann

OLÍMPIA ANTIGA, Grécia (Reuters) - A tocha da Olimpíada de Inverno de Pyeongchang 2018 foi acesa na Olímpia antiga nesta terça-feira usando a chama reserva do ensaio geral devido ao tempo chuvoso, e desencadeando a contagem regressiva para os primeiros Jogos de Inverno na Ásia fora do Japão.

Os preparativos para a Olimpíada, que acontecerá entre os dias 9 e 25 de fevereiro, têm sido ofuscados pela crescente crise na península coreana, desencadeada pelos testes nucleares e de mísseis balísticos da Coreia do Norte.

A tocha foi acesa usando a chama do ensaio geral de segunda-feira, uma vez que o tempo nublado e chuvoso não permitiu que a alta sacerdotisa, interpretada pela atriz Katerina Lechou, usasse o refletor côncavo para acendê-la usando os raios do sol.

"Nosso sonho de sediar os Jogos Olímpicos de Inverno agora se tornou realidade. A Coreia é só a segunda nação asiática a ter a honra de sediar os Jogos de Inverno", disse o chefe dos Jogos, Lee Hee-beom.

"Queremos que a comunidade internacional entenda que estamos comprometidos a sediar Jogos Olímpicos de Inverno seguros e protegidos".

A curta cerimônia dentro do estádio usado durante as antigas Olimpíadas gregas também contou com a presença do primeiro-ministro da Coreia do Sul, Lee Nak-yeon.

"Os Jogos Olímpicos são sagrados e universais", disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

"Eles estão acima e além de todas as diferenças que nos dividem. Em nosso mundo frágil, que parece estar se afastando, os Jogos Olímpicos têm o poder de unir a humanidade em toda a sua diversidade".

Park Ji-sung, ex-meio-campista do time inglês Manchester United, foi o primeiro sul-coreano a correr com a tocha olímpica, recebendo a chama do praticante grego de esqui nórdico Apostolos Aggelis, o primeiro portador da tocha, do lado de fora do estádio histórico.

A chama chegará à Coreia do Sul no dia 1º de novembro para o início do revezamento interno, durante o qual os organizadores esperam despertar o entusiasmo local, já que a venda de ingressos tem sido baixa.

As tensões na península coreana se acentuaram nos últimos meses à medida o presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, vêm trocando ameaças e insultos devido ao programa nuclear e de desenvolvimento de mísseis de Pyongyang.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos