Líder curdo no Iraque confirma intenção de renunciar em 1° de novembro

ERBIL, Iraque (Reuters) - O líder curdo no Iraque, Masoud Barzani, confirmou neste domingo que tem a intenção de renunciar em 1° de novembro, e pediu ao parlamento que tome medidas para preencher o vácuo de poder presidencial.

O parlamento da região, que se reúne na capital curda, Erbil, recebeu uma carta de Barzani em que ele diz que não vai prorrogar seu mandato, disse o Partido Democrata do Curdistão.

"Eu me recuso a continuar na posição de presidente da região após 1 ° de novembro", afirma a carta de Barzani, segundo uma mensagem do partido no Twitter. "Eu vou continuar como um Peshmerga (lutador curdo)".

Um oficial curdo havia dito à Reuters no sábado que Barzani decidira entregar a presidência sem esperar pelas eleições, que haviam sido agendadas para novembro, mas agora foram atrasadas em oito meses.

A região, que tem sido amplamente autônoma por anos, está passando por turbulência desde que realizou um referendo de independência há um mês que gerou retaliação militar e econômica do governo central do Iraque, em Bagdá.

(Por Maher Chmaytelli)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos