Macri pede por união contra terrorismo após morte de 5 argentinos em Nova York

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente da Argentina, Mauricio Macri, pediu nesta quarta-feira que todos se comprometam a lutar contra o terrorismo, após um ataque em Nova York que deixou cinco argentinos mortos.

"Todos temos que estar comprometidos dos pés à cabeça com a luta contra o terrorismo", afirmou Macri, durante evento em Buenos Aires.

Um homem que dirigia uma caminhonete alugada atropelou pedestres e ciclistas em Nova York, na terça-feira, deixando oito mortos, incluindo cinco cidadãos argentinos, no que autoridades norte-americanas classificaram como um ato de "terrorismo".

(Reportagem de Walter Bianchi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos