Papa condena ataques militantes, diz que agressores abusam do nome de Deus

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco condenou, nesta quarta-feira, os recentes ataques letais na Somália, no Afeganistão e em Nova York, dizendo que militantes estão abusando do nome de Deus para justificar sua violência.

"Eu estou profundamente entristecido pelos ataques terroristas desses últimos dias na Somália, Afeganistão e ontem em Nova York", disse o papa em discurso para marcar o dia de Todos os Santos, acrescentando que está rezando pelas vítimas e suas famílias.

"Nós pedimos que Deus converta os corações dos terroristas e liberte o mundo do ódio e dos assassinatos loucos que abusam do nome de Deus para disseminar a morte".

(Reportagem de Crispian Balmer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos