Ex-vice-presidente da Argentina Boudou é preso

BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-vice-presidente da Argentina Amado Boudou foi preso nesta sexta-feira, se tornando o segundo grande líder do governo da ex-presidente Cristina Kirchner a ser detido, informou uma fonte envolvida com a investigação.

A polícia prendeu Boudou e seu sócio José Maria de Nuñez Carmona em um bairro de classe alta de Buenos Aires por suspeita de extorsão e lavagem de dinheiro, relatou a agência de notícias estatal Telam.

Boudou não foi encontrado de imediato para comentar, mas no passado o político negou ter cometido qualquer infração.

O ex-ministro do Planejamento de Cristina Kirchner, Julio De Vido, foi preso no dia 25 de outubro.

(Reportagem de Nicolas Misculin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos