Petrobras vê excedente em cessão onerosa menor que estimado por ANP e contrata consultoria

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras construiu suas próprias estimativas sobre os volumes excedentes na área da chamada "cessão onerosa", que apontam que os "limites estatísticos superior e inferior são menores que aqueles divulgados pela ANP", disse a estatal em comunicado nesta segunda-feira.

A Petrobras disse que vai complementar essa avaliação através de uma opinião da consultoria DeGolyer and MacNaughton, que estará disponível em aproximadamente 30 dias.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou na sexta-feira dados segundo os quais há uma maior probabilidade de as reservas excedentes na região da cessão onerosa, no pré-sal da bacia de Santos, somarem pelo menos cerca de 6 bilhões de barris de petróleo equivalente.

"A existência de volumes excedentes nas áreas sob Cessão Onerosa constitui oportunidade para ambas as partes, Governo e Petrobras, construírem um acordo relacionado ao ressarcimento à Petrobras no processo de Revisão do Contrato", disse a companhia, ressaltando que a contratação da consultoria visa "embasar uma eventual negociação".

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos