Tufão no Vietnã mata mais de 60 pessoas e ameaça represas

Por Mai Nguyen

DANANG, Vietnã (Reuters) - O saldo de mortos de um tufão e das enchentes subsequentes no Vietnã chegou a 61 nesta segunda-feira, e o governo disse que alguns reservatórios estão perigosamente próximos da capacidade devido às chuvas persistentes.

O tufão Damrey assolou o centro do Vietnã no final de semana, poucos dias antes de a região sediar a cúpula de líderes da Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (Apec), entre eles os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, da China, Xi Jinping, e da Rússia, Vladimir Putin.

O Comitê de Busca e Resgate do país comunista disse que 61 pessoas morreram e 28 foram dadas como desaparecidas. Algumas das vítimas estavam em barcos que naufragaram no mar e outras morreram em deslizamentos de terra, informou, sem precisar os números.

Mais de duas mil casas desmoronaram e mais de 80 mil ficaram danificadas, disse a entidade. Estradas alagadas ou destruídas provocaram congestionamentos em várias províncias.

O primeiro-ministro vietnamita, Nguyen Xuan Phuc, presidiu uma reunião de emergência sobre o desastre. Ministros disseram que, por algumas represas estarem muito cheias, pode ser preciso liberar água para aliviar a pressão --o que pode agravar as enchentes correnteza abaixo.

Em Danang, autoridades pediram a soldados e moradores para fazerem uma limpeza para que o resort litorâneo fique pronto para receber os delegados dos países da Apec, que teve início nesta segunda-feira.

Os líderes devem se reunir a partir de 10 de novembro, e os organizadores disseram que a programação não foi interrompida pelo clima.

Mas em grande parte da antiga cidade de Hoi An, um patrimônio mundial tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) que cônjuges de líderes da Asean devem visitar no sábado, as águas enlameadas chegaram à altura da cabeça e as pessoas percorriam as ruas de barco.

Hoang Tran Son, de 37 anos, que abandonou sua casa na cidade quando a água chegou à altura de seu peito, disse ter sido a pior inundação que viu em décadas.

"Até que estamos bem na cidade, mas as pessoas de áreas remotas estão arrasadas", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos