Palestinos retomam coordenação de segurança com Israel e buscam controle de Gaza

Por Miriam Berger e Ali Sawafta

RAMALLAH, Cisjordânia (Reuters) - O governo do presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse nesta quarta-feira que retomou a coordenação de segurança com Israel na Cisjordânia ocupada, interrompida em julho, e que almeja ter o controle exclusivo da segurança da Faixa de Gaza, onde as forças islâmicas do Hamas dominam.

Os comentários, feitos pelo chefe de polícia palestino, deixaram em aberto a questão de como Abbas poderá conter seus ex-rivais do Hamas, dada sua recusa a se desarmarem, como exigido por Israel e pelos Estados Unidos.

No mês passado, um acordo de reconciliação mediado pelo Egito restaurou formalmente o controle administrativo de Abbas em Gaza depois de um rompimento de 10 anos com o Hamas, embora os detalhes da implantação do acerto ainda não tenham sido elaborados.

Os palestinos esperam que o pacto amenize os problemas econômicos de Gaza e ajudem a apresentar uma frente unida em sua busca por um Estado próprio.

Esta visão inclui a Cisjordânia, onde forças de segurança palestinas tentaram reprimir a violência, muitas vezes compartilhando inteligência e cooperando em outras jurisdições com os israelenses, apesar de um impasse de três anos na diplomacia entre as partes.

Segundo acordos de paz provisórios com Israel, a Autoridade Palestina de Abbas exerce um governo autônomo limitado na Cisjordânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos