Partidos separatistas da Catalunha não fecham acordo para eleição de dezembro

Por Julien Toyer

MADRI (Reuters) - Os partidos separatistas da Catalunha não conseguiram fechar acordo para uma candidatura conjunta na eleição regional de dezembro, complicando seus esforços de governar a região após terem iniciado o processo para se separar do restante da Espanha, provocando um turbilhão.

A tentativa de independência da Catalunha arrastou a Espanha para sua pior crise política em quatro décadas, desencadeando um êxodo comercial e forçando Madri a cortar suas previsões econômicas, além de reabrir antigas feridas da guerra civil espanhola dos anos 1930.

Grupos pró-independência convocaram uma greve geral na região para esta quarta-feira.

Partidos políticos catalães tinham até meia-noite de terça-feira para registrar coalizões antes da eleição do dia 21 de dezembro, mas as duas principais forças que formaram uma aliança para governar a região nos últimos dois anos não conseguiram acordar um novo pacto desta vez.

Embora eles ainda possam chegar a um acordo após a eleição, analistas políticos dizem que a falta de pacto sobre uma campanha conjunta também pode desencadear uma briga pela liderança no topo do movimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos