Governo e oposição da Venezuela retomam tentativa de diálogo

CARACAS (Reuters) - O governo e a oposição da Venezuela retomarão uma tentativa de estabelecer um processo de diálogo com o qual os adversários do presidente Nicolás Maduro disseram que buscarão condições melhores antes das eleições presidenciais previstas para o próximo ano.

Esta é a terceira vez em que as partes tentam se sentar e conversar para aliviar as tensões políticas e econômicas profundas que afligem o país. Os dois processos anteriores, um deles amparado pelo Vaticano em 2016, não deram resultados.

Em setembro a oposição abandonou o diálogo alegando que o governo socialista não contemplou nenhuma de suas exigências, como a libertação de centenas de "presos políticos", a abertura de um canal humanitário e garantias eleitorais.

"Desenvolvemos e estendemos todas nossas relações a nível de América Latina para construir a possibilidade de que, com países e governos amigos, possamos ter uma facilitação para obter condições para poder ir a uma eleição presidencial", disse na quinta-feira a repórteres o presidente da Assembleia Nacional, liderada pela oposição, Julio Borges.

Os críticos de Maduro argumentam que o governo usou sua influência sobre a autoridade eleitoral para manipular os resultados, como em votações estaduais recentes nas quais os candidatos do partido governista predominaram.

(Por Eyanir Chinea)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos