Coreia do Sul diz que EUA não podem atacar Coreia do Norte sem consentimento de Seul

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não deve "sob nenhuma circunstância" tomar ações militares contra a Coreia do Norte sem o consentimento da Coreia do Sul, disse a líder do partido governista sul-coreano, Choo Mi-ae, na quarta-feira.

"O presidente Trump frequentemente enfatiza que ele coloca todas as opções sob a mesa", disse Choo a um centro de estudos de Washington. "Nós queremos garantir que essa opção de outra guerra não seja colocada sobre a mesa. Sob nenhuma circunstância o governo dos EUA deve avançar e explorar uma opção militar sem o consentimento da Coreia do Sul".

"Nós precisamos buscar uma solução pacífica da questão em qualquer maneira que nos esteja disponível".

Os comentários de Choo, que deve encontrar com autoridades do governo Trump em Washington, ressaltam as preocupações sul-coreanas de que qualquer ataque dos EUA contra os programas nuclear e de míssil da Coreia do Norte pode provocar retaliações devastadoras por parte de Pyongyang contra Seul.

(Reportagem de David Brunnstrom e Matt Spetalnick emWashington; Reportagem adicional de Arshad Mohammed)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos