Egito diz que 3 militantes morreram e 74 foram presos durante operações no Sinai

CAIRO (Reuters) - Forças de segurança do Egito mataram três supostos militantes islâmicos e prenderam outros 74 em operações contra grupos militantes na província do Sinai do Norte nos últimos dias, informou o Exército egípcio em comunicado nesta quinta-feira.

O Egito enfrenta uma insurgência islâmica liderada pelo grupo Estado Islâmico na península do Sinai, onde centenas de soldados e policiais morreram desde 2013.

O Exército não identificou um grupo militante específico ou divulgou os nomes dos mortos, mas disse que os militantes eram "altamente perigosos".

Como parte das operações, forças de segurança destruíram cinco veículos e quatro depósitos usados para produção de dispositivos explosivos improvisados, segundo o comunicado do Exército.

(Reportagem Ahmed Tolba)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos