Erdogan, da Turquia, rejeita desculpa de Otan por nome em "pôster inimigo"

ISTAMBUL (Reuters) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, recusou neste sábado um pedido de desculpas da aliança militar Otan após seu nome ter aparecido em um "pôster inimigo" em uma broca, afirmando que esse comportamento desrespeitoso não poderia ser tão facilmente perdoado.

"Vocês viram o comportamento desrespeitoso na broca da Otan ontem. Existem alguns erros que não são feitos por tolos, mas apenas por pessoas de base", disse Erdogan em um discurso transmitido ao vivo pela televisão.

"Este assunto não pode ser coberto com um simples pedido de desculpa", completou.

Erdogan afirmou na sexta-feira que a Turquia estava retirando 40 soldados de um exercício da Otan na Noruega, após seu nome ter aparecido em uma lista de inimigos em um cartaz na broca. Desde então, Otan e Oslo se desculparam.

(Por Yesim Dikmen)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos