Metade dos alemães quer novas eleições após fracasso de negociações de coalizão, diz pesquisa

BERLIM (Reuters) - Metade dos alemães é a favor da convocação de novas eleições depois que a chanceler Angela Merkel não conseguiu chegar a um acordo para formar uma nova coalizão com outros dois partidos, enquanto um quinto dos entrevistados defende a formação de um governo de minoria, indicou uma pesquisa na quarta-feira.

A pesquisa, realizada pela Insa para o jornal alemão Bild, mostrou que 49,9 por cento dos entrevistados são a favor da realização de outra eleição.

O levantamento também indicou que 48,5 por cento acreditam que o Partido Social-Democrata (SPD), de centro-esquerda, está certo em descartar a possibilidade de participar de uma nova "grande coalizão" com os conservadores de Merkel, enquanto 18 por cento apoiariam essa medida. O SPD perdeu força nas eleições de setembro, após compartilhar o poder com Merkel pelos últimos quatro anos.

O colapso das negociações entre o bloco conservador de Merkel, o pró-mercado Partido Democratas Livres (FDP) e o ambientalista Verdes arrastou a Alemanha para uma incerteza política e levantou a perspectiva da realização de novas eleições.

A pesquisa mostrou ainda que 28 por cento responsabilizam o líder do FDP, Christian Lindner, pelo fracasso das negociações, seguido por 27 por cento que culpam Merkel, enquanto apenas 13 por cento responsabilizam o líder dos Verdes, CemOzdemir.

(Reportagem de Emma Thomasson)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos