Ataque reivindicado pelo Estado Islâmico atinge sudeste de Bagdá

BAGDÁ (Reuters) - Dois agressores alvejaram diversos civis nesta segunda-feira na área de Nahrawan​, a sudeste de Bagdá, antes de um deles se explodir e o outro ser morto ​por forças de segurança, disse o ministro do Interior do Iraque, sem fornecer dados oficiais de vítimas.

A mídia local reportou que pelo menos 17 pessoas foram mortas e 28 ficaram feridas.

O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque, descrito por um porta-voz do Ministério do Interior como um "ataque terrorista realizado por dois homens ​suicidas terroristas que atiraram indiscriminadamente contra os cidadãos na área de Nahrawan".

A agência de notícias Amaq, do grupo militante muçulmano sunita, disse que o ataque matou 35 membros de uma das milícias xiitas apoiadas pelo Irã, conhecida como Forças de Mobilização Popular.

Autoridades de segurança do Iraque afirmam que o Estado Islâmico deverá realizar uma insurgência após seu autoproclamado califado entrar em colapso e seus militantes serem desalojados dos territórios que mantinham no Iraque e na Síria.

(Por Ahmed Aboulenein; reportagem adicional de Mostafa Hashem no Cairo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos