Vitória se torna primeiro Estado da Austrália a legalizar eutanásia

Por Paulina Duran

SYDNEY (Reuters) - Vitória se tornou nesta quarta-feira o primeiro Estado da Austrália que permite que pacientes terminais tirem a própria vida, já que sua legislatura aprovou uma lei de eutanásia que outros Estados devem tomar como modelo.

A legislação, que entrará em vigor em junho de 2019, tornará legalmente possível que qualquer morador do Estado do sudeste australiano que tenha uma doença terminal e menos de seis meses de vida solicite uma dose letal de medicamento.

As vítimas de algumas enfermidades, como a doença de Lou Gehrig e a esclerose múltipla, podem pedir uma dose letal mesmo que tenham recebido uma estimativa de até um ano de vida.

"A implantação do projeto de lei... dará às pessoas esperança e compaixão, e que uma boa morte será de fato possível para pessoas que atualmente estão enfrentando finais de vida muito, muito difíceis", disse a ministra da Saúde de Vitória, Jill Hennessy, diante da legislatura estadual de Melbourne depois que a câmara baixa aprovou uma lei já chancelada pela câmara alta.

Muitos países legalizaram a eutanásia, inclusive Canadá, Holanda, Suíça e alguns Estados norte-americanos, mas o governo australiano se opõe à prática.

A Associação Médica da Austrália é contrária ao suicídio com assistência médica, argumentando que cuidados paliativos melhores podem tratar da dor e de outros sintomas que causam sofrimento.

A nova legislação provocou discussões acaloradas no Parlamento, incluindo uma maratona de debates de 27 horas na legislatura estadual no início de novembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos