Premiê russo diz que laços com EUA estão em pior momento, mas chama Trump de "amigável"

MOSCOU (Reuters) - O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, disse nesta quinta-feira que os laços entre os Estados Unidos e a Rússia estão no pior momento que ele pode se lembrar, mas que o presidente norte-americano, Donald Trump, parece ser uma pessoa amigável disposta a estabelecer contatos de trabalho positivos com Moscou.

Medvedev, que se encontrou com Trump em Manila neste mês, disse em entrevista televisonada que as relações entre os dois países estão terríveis, mas que ainda há chance de melhorá-las.

Ele também acusou políticos dos EUA de usar a "carta Rússia" para alcançar seus próprios objetivos e influenciar a atitude de Trump em relação a Moscou.

(Reportagem de Polina Nikolskaya)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos