Irlanda diz querer garantias do Reino Unido sobre fronteira pós-Brexit

LONDRES (Reuters) - A Irlanda quer garantias do Reino Unido de que não haverá nenhuma divergência regulatória entre o país e a Irlanda do Norte após a saída britânica da União Europeia, conhecida como Brexit, disse o ministro irlandês das Relações Exteriores, Simon Coveney, à rádio BBC nesta sexta-feira.

Ele disse que a Irlanda quer obter antes de uma cúpula da UE marcada para 14 de dezembro "um texto acordado com os parâmetros dentro dos quais podemos encontrar uma solução que impeça o ressurgimento de uma fronteira na ilha da Irlanda".

Evitar a chamada "fronteira dura" na ilha da Irlanda é o último grande obstáculo antes que as negociações sobre o Brexit possam avançar para as futuras relações comerciais do Reino Unido com a UE e para um possível período de transição de dois anos.

Coveney disse que o Reino Unido não pode pedir que a Irlanda "se jogue no escuro".

(Reportagem de James Davey)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos