Macron pede que o Iraque desmonte todas as milícias

PARIS/BAGDÁ (Reuters) - O presidente francês Emmanuel Macron, neste sábado, pediu que o Iraque desmonte todas as suas milícias, inclusive a sancionada pelo governo e apoiada pelo Irã, chamada de Forças de Mobilização Popular.

"É essencial que haja uma desmilitarização gradual, particularmente da Mobilização Popular que se estabeleceu nos últimos anos no Iraque, e que todas as milícias sejam gradualmente desmontadas", disse, em uma entrevista coletiva conjunta com o primeiro-ministro do governo regional iraquiano do Curdistão.

Macron pediu diálogo no Iraque entre o governo central em Bagdá e o semi-autônomo KRG, dentro dos limites da constituição do Iraque. 

Depois de uma reunião com o primeiro-ministro do KRG, Nechirvan Barzani, em Paris, Macron afirmou, em uma entrevista coletiva, que estava convencido de que um "diálogo construtivo" poderia levar ao fim das restrições de Bagdá à região curda. 

(Por Michel Rose em Paris e Ahmed Aboulenein em Bagdá)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos