Irlanda diz não estar claro se UE e Reino Unido chegarão a acordo sobre fronteira até 2ª

DUBLIN (Reuters) - Não está claro ainda se o Reino Unido e a União Europeia serão capazes de chegar a um acordo sobre garantias escritas para evitar uma fronteira dura na Irlanda do Norte a tempo do prazo marcado para a segunda-feira, disse o ministro de Relações Exteriores da Irlanda, Simon Coveney, neste domingo.

Mas ele disse estar esperançoso que uma reunião entre a primeira-ministra britânica, Theresa May, e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, na segunda-feira, criará impulso em direção a um acordo a tempo da cúpula da UE marcada para os dias 14 e 15 de dezembro para permitir que se avance para negociações sobre as futuras relações comerciais do Reino Unido com o bloco.

"A esperança é que essas reuniões (de segunda-feira) resultarão em um impulso que seja levado para a cúpula dos líderes na semana seguinte... e possa permitir que esse processo de negociação do Brexit se abra para uma nova fase dois da discussão", disse Coveney à rádio RTE.

Indagado se esperava um acordo sobre um texto de garantias escritas dadas pelo Reino Unido sobre a questão na manhã de segunda, Coveney disse: "Não vamos correr antes que possamos caminhar aqui. Obviamente gostaríamos que esse seja o caso".

(Reportagem de Conor Humphries)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos