Justiça do Peru determina prisão de 4 executivos de construtoras

LIMA (Reuters) - A Justiça do Peru deu ordens de prisão contra quatro executivos de três construtoras peruanas que se aliaram com a brasileira Odebrecht , que admitiu ter pago suborno no país.

Os executivos, acusados de lavagem de dinheiro, trabalhavam para Grana y Montero , JJC Contratistas Generales e Ingenieros Civiles y Contratistas Generales (ICCGSA), segundo informações da Promotoria do Peru. Representantes das empresas não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

O Peru tem investigado as denúncias de corrupção vinculadas ao escândalo que envolveu a Odebrecht e o ex-presidente peruano Ollanta Humala, preso este ano após acusações de ter recebido doações eleitorais ilegais da companhia brasileira.

(Por Marco Aquino)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos