Líderes democratas aceitam conversar com Trump e republicanos sobre agenda de fim de ano

WASHINGTON (Reuters) - Líderes democratas no Congresso dos Estados Unidos disseram nesta segunda-feira ter aceitado um convite do presidente Donald Trump para encontrar com ele e líderes republicanos e discutir prioridades legislativas de fim de ano, incluindo esforços para financiar o governo e evitar uma paralisação de serviços públicos.

A líder democrata na Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, e o líder do partido no Senado, Chuck Schumer, disseram em nota que esperam que o presidente se mantenha aberto para conseguir um acordo com os democratas. Os dois cancelaram um encontro com Trump na semana passada depois de uma frase publicada pelo presidente no Twitter.

"Precisamos obter um acordo sobre o orçamento que ao mesmo tempo aumente recursos para os nossos militares e para prioridades-chave aqui em casa", Pelosi e Schumer disseram na nota. "Há um caminho bipartidário à frente em todos estes itens."

O encontro com Trump que Schumer e Pelosi evitaram na terça-feira deveria ter como foco o orçamento, aumentando o risco de uma paralisia governamental no mês que vem, com ambos os lados longe dos termos de um acordo.

Schumer e Pelosi disseram que não foram ao encontro por causa de um tuíte que Trump escreveu naquele dia, atacando ambos como fracos em imigração ilegal e determinados a aumentar impostos.

"Não vejo um acordo!", tuitou o presidente republicano na ocasião.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos