Sem apoio do PSDB, não há chance de votar Previdência, diz Maia

SÃO PAULO (Reuters) - Sem o apoio do PSDB não há "nenhuma condição" de se aprovar a reforma da Previdência, disse nesta segunda-feira o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que afirmou ainda ter mudado sua visão em relação às chances de aprovar a reforma de pessimista para realista, após uma reunião na noite de domingo.

Maia, que na noite da véspera se reuniu com o presidente Michel Temer, com ministros e com líderes e presidentes de partidos da base aliada, disse que a ideia é garantir em torno de 330 votos favoráveis à reforma para então levá-la ao plenário da Casa. Para aprovar a medida na Câmara e encaminhá-la ao Senado, é necessário o apoio de 308 dos 513 deputados em dois turnos de votações na Casa.

(Reportagem de Natália Scalzaretto)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos