Alemanha alerta para confrontos em meio a plano dos EUA de reconhecer Jerusalém como capital

BERLIM (Reuters) - A Alemanha está preocupada com o surgimento de confrontos violentos no Oriente Médio após relatos de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconhecerá Jerusalém como capital de Israel, disse o Ministério das Relações Exteriores nesta quarta-feira.

Em uma atualização de seu alerta de viagem para Israel e para os territórios palestinos, o Ministério das Relações Exteriores alemão disse: "A partir de 6 de dezembro de 2017 poderá haverá manifestações em Jerusalém, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. Conflitos violentos não podem ser descartados".

O ministério alertou alemães em Jerusalém para monitorarem de perto a situação por meio da mídia local para evitar as áreas afetadas.

Autoridades de alto escalão dos EUA disseram na terça-feira que Trump vai reconhecer Jerusalém como capital de Israel nesta quarta e iniciar a mudança da embaixada do país para a cidade.

(Reportagem de Michael Nienaber)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos