Conselho de Segurança deve se reunir na 6ª-feira sobre Jerusalém, dizem diplomatas

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas provavelmente se reunirá na sexta-feira, a pedido de oito Estados do órgão de 15 membros, sobre a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, disseram diplomatas nesta quarta-feira.

O pedido ao secretário-geral da ONU, António Guterres, de reunir o Conselho de Segurança foi feito por França, Bolívia, Egito, Itália, Senegal, Suécia, Reino Unido e Uruguai, segundo diplomatas.

Trump reverteu abruptamente décadas de política externa dos EUA na quarta-feira, gerando indignação de palestinos e desafiando alertas de distúrbios no Oriente Médio. Trump também planeja transferir a embaixada dos Estados Unidos de Tel Aviv para Jerusalém.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos