PUBLICIDADE
Topo

Grupos paramilitares xiitas iraquianos seguem para fronteira com Síria

22/12/2017 20h50

BAGDÁ (Reuters) - Grupos paramilitares xiitas iraquianos seguiram para a fronteira para apoiar forças da guarda fronteiriça que ficaram sob fogo de dentro da Síria durante os três últimos dias, informou um de seus comandantes nesta sexta-feira.

Não houve informação imediata sobre quem abriu fogo de dentro de território sírio, mas forças dispostas contra o Estado Islâmico no Iraque e Síria supõem que o grupo irá recorrer a táticas de guerrilha após perder seus bastiões urbanos neste ano.

“Após diversas posições da guarda fronteiriça iraquiana ficarem sob diversos ataques a mísseis, e apoio de forças da segurança estar atrasado, a 13ª brigada das Forças de Mobilização Popular (PMF) foi enviada e mirou as origens do lançamento”, disse o comandante das PMF para a região ocidental de Anbar, Qassem Mesleh, em comunicado.

    “O comando de operações e a brigada de infantaria agora estão presentes na fronteira iraquiana-síria em posições de guarda fronteiriça para repelir qualquer ataque ou movimento do inimigo”, disse Mesleh. “Esta área não está dentro da área das PMF, mas é nosso dever apoiar todas as forças da segurança”.

    Um porta-voz militar iraquiano confirmou o envio. O brigadeiro Yahya Rasool disse à Reuters ser temporário, no entanto, e “muito normal” porque é dever das PMF apoiar forças do governo.

    As PMF são um agrupamento de milícias em maioria xiitas apoiadas e treinadas pelo Irã que respondem formalmente ao primeiro-ministro do Iraque, mas são separadas das forças militares e da polícia.

    As forças iraquianas recapturaram em 9 de dezembro as últimas faixas de território ainda sob controle do Estado Islâmico ao longo da fronteira com a Síria e asseguraram o deserto ocidental.

    A retomada marcou o fim da guerra contra os militantes, três anos após tomarem cerca de um terço do território do Iraque.