Polícia turca prende 15 autoridades militares em investigação contra clérigo exilado, diz agência

ISTAMBUL (Reuters) - A polícia turca prendeu 15 autoridades militares em uma investigação contra a rede do clérigo exilado nos Estados Unidos que Ancara acusa de ter organizado a tentativa de golpe de Estado do ano passado, relatou a agência de notícias Anadolu, nesta sexta-feira.

A agência disse que a polícia está procurando mais uma autoridade como parte da operação, concentrada em Ancara e espalhada por nove províncias, acrescentando que 12 dos 16 suspeitos são autoridades em exercício.

Entre os suspeitos estão sete coronéis e nove tenentes-coronéis da força turca que mantém a segurança em áreas rurais, disse o site de notícias Hurriyet.

Mais de 50 mil pessoas, incluindo funcionários de segurança e funcionários públicos, foram presas enquanto aguardam julgamento como resultado da tentativa frustrada de golpe, que o governo diz ter sido organizada pelo clérigo islâmico Fethullah Gulen, que nega envolvimento.

(Reportagem de Daren Butler)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos