Aardvark morre em incêndio no zoológico de Londres; mangustos estão desaparecidos

LONDRES (Reuters) - Um aardark foi morto e quatro mangustos estão desaparecidos depois que um incêndio atingiu parte do zoológico de Londres no início deste sábado, encerrando a atração turística popular da capital britânica até novo aviso, à medida que a equipe avalia o dano.

O incêndio surgiu pouco depois das 06:00 (horário local, 4:00 no Brasil) na seção Animal Adventure do zoológico antes de se espalhar para uma loja de presentes e café adjacentes, perto de uma área onde os visitantes podem tocar e alimentar os animais, disse o zoológico e a brigada de fogo de Londres.

Mais de 70 bombeiros levaram três horas para controlar o fogo enquanto os cuidadores desesperados que moravam no local no Regent's Park, no centro de Londres, levaram os animais para uma área segura. Alguns funcionários precisaram de tratamento para inalação de fumaça e choque.

Misha, de dez anos de idade, um dos animais mais queridos da atração, morreu no fogo e quatro dos mangustos não foram encontrados, disse Dominic Jermey, diretor-geral do zoológico. Ele disse que nenhum outro animal foi afetado.

O zoológico científico mais antigo do mundo, com origens em 1826, abriga 20.166 animais, de acordo com inventário feito em 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos